//
home

Latest Post

> a distância e o tempo

cara, como a distância e o tempo são coisas relativas… esta manhã acordei com uma nesga de sol diretamente no meu olho, às 8h52 da manhã. levantei-me, pensei que estava acordado, pensei na vida, me virei de lado, mantive a janela aberta e voltei a dormir. mas com uma sensação de vazio por dentro. não … Continue reading

Em destaque

  • eu sou um sonhador, por natureza. talvez isso venha da minha mãe. do meu pai, provavelmente não é, pois ele é uma pessoa fincada no chão com raízes fortes - e isso o desqualifica um pouco do papel de sonhador. mas ele tem outras qualidades que não vem ao caso agora.o que é um sonhador, uma pessoa sonhadora, prezado leitor?seria aquele lunático, que vive procurando respostas às perguntas mais básicas e inexplicáveis de qualquer ser humano e que se descola totalmente da realidade? talvez essa pessoa seja uma sonhadora. provavelmente ela é o extremo da definição para ser humano sonhador.seria, talvez, aquele indivíduo que quer ser um ator de televisão, ou uma modelo, um jogador de futebol, mas que moram em lugares tão distantes dos grandes centros que dificilmente realizarão seus sonhos? mesmo assim, sonham com o grande dia em que encontrarão um olheiro ou alguém em busca de um rosto exótico. mesmo se isso não acontecer, não podemos dizer que essas pessoas não são sonhadoras, não senhor, caro leitor.poderia ser, aquela pessoa que busca viver um sonho que viu em uma novela, ou em um livro, um filme. afinal, geralmente, novelas, livros e filmes tem finais felizes, e como seres humanos que somos (excluindo aqui os sádicos), todos buscamos a felicidade; nem que seja um toque efêmero de felicidade alheia do final de um romance, ou o casamento do mocinho com a mocinha no último capítulo da novela (como são educativas essas novelas, não?).eu ainda tenho uma classe de sonhadores, na qual me enquadro, que é uma mistura das três anteriores - sempre quis saber de onde viemos e para onde vamos e vivo me perguntando e tentando achar a resposta para isso; uma vez quis ser jogador de futebol, mas vi que não tinha o talento suficiente para jogar no grêmio, mas mesmo assim, sempre me aventurei pela lateral-direita dos "times" por onde passei, com mais ou menos sucesso; e tal qual um conto de fadas (um filme, uma novela, um livro), eu busco o amor verdadeiro incessantemente, aquele amor puro, quase lúdico, simples, sem máscaras e barreiras e pedras que se colocam no meio do caminho o tempo todo.eu até acho que estou me tornando repetitivo nos meus textos do blog, mas se escrevo sobre um assunto mais de uma vez é por que o considero interessante para ser rediscutido. é também uma maneira que eu tenho de pensar mais sobre o assunto e colocar pra fora meus sentimentos que me sufocam. uma vez eu achei que tinha esse amor, e ele durou bastante tempo até, mas não era pra ser. pelo menos não naquele momento.enfim, amigo leitor, buscar o amor verdadeiro é um sonho que faz bem. mas ele te faz bem até o ponto em que tu consegues ter alguma coisa de volta, afinal, a gente abraça para ser abraçado, beija para ser beijado e, obviamente, ama para ser amado, não é?
Advertisements

Enter your email address to subscribe to "Vive" and receive notifications of new posts by email.

Join 376 other followers

Arquivo

My tweets

Error: Twitter did not respond. Please wait a few minutes and refresh this page.